Anatomia da Bicicleta

A bicicleta é um instrumento que exerce um impacto direto sobre o ser humano e o ambiente a sua volta. Conhecer os componentes básicos e suas funções é importante na hora de comprar um novo item ou realizar as manutenções periódicas.

Mas, quais são as partes mais importantes da bicicleta?

Quadro

Juntamente com o garfo, formam a principal estrutura na bicicleta e nele é que são montadas as demais peças, como freios e rodas. Seu formato tradicional e icônico é formado por dois triângulos, também conhecido como “quadro diamante”.

Também é possível fazer quadros sob medida para se enquadre às necessidades do ciclista.

Garfo

É instalado no tubo de direção, na frente do quadro, sendo responsável pela direção da roda dianteira. O conjunto de ângulos e medidas que determinam o tamanho e o uso da bicicleta são formados pela geometria do garfo e o quadro.

Materiais

Outro fator que influencia na bicicleta é o material utilizado na composição das peças. Os mais comuns são aço, alumínio, fibra de carbono e titânio.
Cada material possui características diferentes que geram resultados diferentes no comportamento da bicicleta, como conforto, peso, estabilidade, agilidade, velocidade, entre outras.

Rodas

Elas influenciam diretamente no rendimento e desempenho da bicicleta, seu conjunto é composto por aro, raios, cubo e pneu.
O cubo é a peça central que conecta a roda ao garfo e ao quadro. O cubo da roda traseira possui um corpo catracado chamado freehub, onde é instalado o cassete.
Os raios conectam o cubo ao aro e esses, por sua vez, recebem o pneu, a câmera e a fita de aro.

Direção

O sistema de direção é composto pelo guidão, mesa, caixa de direção e garfo.
O guidão é o responsável pela direção da bicicleta e é unido ao garfo através da mesa. Já o garfo é ligado ao quadro pela caixa de direção.
Também é no guidão que são instalados os manetes de freio e alavancas de câmbio para controlar a frenagem e a troca de marchas. Nas extremidades do guidão são instaladas as manoplas para dar apoio ao ciclista.

Freios

São sistemas de frenagem que atuam no cubo, no aro ou no disco, sendo de funcionamento mecânico ou hidráulico.

Os freios V-brake são os mais populares por serem mais simples, de baixo custo e baixa manutenção. Seu acionamento é feito através dos manetes instalados no guidão.

Transmissão

Ou relação de marchas, é composta pelo conjunto (mecânico ou eletrônico) que transmite a força do ciclista para a bicicleta.
Seus componentes são o cassete, os câmbios, os pedais, a pedivela e a corrente.
Existe opções de transmissão de monomarcha (bikes singlespeed e fixas) a 30 velocidades, dependendo da configuração da relação de 1 a 3 coroas e cassete de 6 a 12 catracas.

Selim

É o mais importante ponto de contato do ciclista com a bicicleta e para cada ciclista, e tipo de uso, haverá um diferente tipo de selim que influencia no desempenho e conforto.
O selim é sustentado pelo canote, que é fixado ao quadro através de braçadeiras.

Cabos e conduítes

São fundamentais para garantir o bom funcionamento dos freios e câmbios. Possuem características diferente entre si, sendo os de câmbio mais finos e mais resistentes à deformação. Já os cabos e conduítes de freio são mais espessos e resistentes.

Matéria originalmente publicada em Red Bull

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s