Copa América de Downhill 4X – 2019

Entre os dias 18 a 20 de janeiro aconteceu a 11ª edição da Copa América de Downhill 4X. Criado em 2002 e disputado até 2006, o evento retornou em 2014 em São Roque (SP).
Com um percurso técnico, rápido e repleto de desafios, o trajeto montado no Ski Mountain Park sofreu mudanças em relação à última edição.
Com novas rampas, ponte e um túnel, o percurso segue com 600 metros de descidas, com 13 obstáculos e oito curvas.
A competição é realizada em baterias de quatro participantes, onde os dois primeiros se classificam para as fases seguintes.

Foto: Sérgio Shibuya/MBraga Comunicação

Cerca de 120 pilotos, sendo 90 no masculino e  30 no feminino, participaram das duas tomadas de tempo individuais no sábado (19).
Após a tomada de tempo, entre os homens, 32 pilotos se classificaram para as finais, mais quatro atletas suplentes (sendo que oito estavam pré-classificados para a decisão). No feminino, as quatro melhores da Copa América de Downhill de 2018 estavam pré-classificadas e se juntaram as outras 14 atletas que se classificadas na tomada de tempo, além das quatro suplentes.

Foto: Leo Shibuya/MBraga Comunicação

Os brasileiros Gabriel Giovanini e Bruna Ulrich defendiam o título da Copa América. Outro destaque foi Renato Rezende, que disputou as Olimpíadas de Londres 2012 e Rio 2016 no BMX e disputou o campeonato como forma de treinamento a fim de melhorar sua forma visando a bons resultados.

Nas finais realizadas no domingo (20), Gabriel Giovannini teve um acirrado duelo com Renato Rezende, mas Giovannini levou a melhor na largada e manteve a liderança até cruzar a linha de chegada. Renato foi o segundo colocado, com Kaique Milani completando o pódio. O chileno Enrique Genova, campeão em 2015, foi o quarto colocado.

Foto: Leo Shibuya/MBraga Comunicação

– É muita emoção. É uma corrida que gosto muito, me dedico muito. É a realização de um sonho. Muita batalha para estar aqui. Só tenho a agradecer – disse Gabriel.

No feminino, Júlia Alves conquistou o seu quarto título da Copa América, recuperando o seu domínio na competição. Campeã em 2014, 2015 e 2016, a atleta abriu vantagem e terminou a prova com folga à frente da segunda colocada Mariana Lopes. O pódio foi completado por Laís Flecke.

Foto: Leo Shibuya/MBraga Comunicação

– Ano passado fiquei fora nas quartas e foi bem frustrante. Este ano vim com um pouco de receio, mas com muita vontade de estar aqui de novo. Vim de lesão, então segurei um pouco. Tenho que me cuidar também porque meu foco é o BMX – disse Júlia.

Campeões da Copa América

2002 – Robson “Urubu” Santos (BRA)
2003 – Robson “Urubu ” Santos (BRA)
2003 – Robson “Urubu” Santos (BRA)
2005 – Sebastián Vasquez (CHI)
2006 – Doron Cattoni (BRA)
2014 – Lucas de Borba (BRA) e Júlia Alves (BRA)
2015 – Enrique Genova (CHI) e Júlia Alves (BRA)
2016 – Thiago Boaretto (BRA) e Júlia Alves (BRA)
2017 – Anderson de Souza Filho (BRA) e Thaynara Chaves (BRA)
2018 – Gabriel Giovannini (BRA) e Bruna Ulrich (BRA)
2019 – Gabriel Giovannini (BRA) e Júlia Alves (BRA)

E você? Acompanhou a Copa América Downhill?
Conta pra gente o que achou!

Precisando equipar a sua bike?
Conte com a Azupa!
Tudo o que você precisa para a sua bike está aqui!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s